Uma percentagem significativa de pet owners desconhece ainda a existência de espaços especializados nas farmácias comunitárias que se destinam a comercializar produtos para os seus animais (desde fármacos, passando por suplementos alimentares, produtos de grooming e até mesmo brinquedos).

 

Como surgiu?

O Espaço Animal surgiu em 2008 pela mão da GlobalVet, sob forma de projeto-piloto, através de uma parceria inicial com 50 farmácias aderentes. Através desta parceria, a GlobalVet, empresa de soluções e inovação Veterinária, providencia apoio e suporte às farmácias-parceiras, conferindo a autenticação do Espaço Animal, visível para os utentes que as frequentam. Igualmente assinalável, existe também um programa de formações técnicas ministradas ao longo do ano para preparar os farmacêuticos para qualquer questão ou dúvida que os pet owners possam ter relativamente aos produtos que pretendem comprar.

Passados 10 anos da sua implementação, esta iniciativa conta com mais de 520 farmácias espalhadas por Portugal inteiro, uma presença 10 vezes maior do que aquando da sua criação.

 

O Espaço Animal em números

Segundo um estudo realizado pela ISCTE Junior Consulting em parceria com a UP Partner, mais de metade (57,3%) dos pet owners afirmam desconhecer a existência deste espaço, enquanto 93,3% consideram-no um serviço útil. Do ponto de vista do consumidor não há margem para dúvidas relativamente à importância que este serviço tem nas nossas farmácias.

No que toca às farmácias e seus colaboradores, 20% reiterou a importância desta secção ao afirmar que a categoria de produtos para animais se encontra no Top 3 das vendas realizadas. Um elevado número de farmácias (84) afirma que desejaria incluir esta categoria no seu local de trabalho e, as que já o fazem, expressam o desejo de melhorá-la através de formações continuadas no âmbito desta área.

Torna-se importante destacar que uma das farmácias Lisboetas mais movimentadas, das poucas abertas 24 horas, tem no seu inventário mais de 500 produtos para animais. Esta surpreendente quantidade traduz a crescente procura de produtos veterinários em locais que se podem designar como “alternativos”, tendo em conta que o local habitual de compra preferido dos pet owners continua a ser em clínicas veterinárias.

Quanto ao retorno que este nicho de mercado representa, uma reportagem intitulada Saúde Animal também na Farmácia, publicada na 23ª edição da revista ‘Care, pertencente à empresa Alliance Healthcare, as farmácias que apostam de forma consistente e continuada neste segmento e que são apoiadas pelo Espaço Animal vendem, em média, 50% mais do que as restantes. Apesar do elevado retorno, apenas 17,7% das 2.925 farmácias existentes em Portugal em 2017 (PORDATA, 2018) contam com Espaço Animal.

 

Conclusões a retirar

A farmácia ocupa hoje um papel relevante no apoio aos cuidados de saúde para os animais, onde a procura de produtos destinados ao conforto, à higiene e bem-estar, a par da prescrição, tem tido um incremento significativo nos últimos anos.

Considerando os dados e factos constatados, alicerçando-os na crescente procura de produtos veterinários, cada vez mais se verifica uma humanização dos nossos animais, havendo uma crescente preocupação em assegurar que são tratados tão bem ou melhor do que nós próprios. Nesse sentido, e considerando as farmácias um local bastante acessível e prático, seria importante alcançarmos brevemente uma adesão total a este Espaço através da sua dinamização e omnipresença nos canais de comunicação. Alargando a presença do Espaço Animal à totalidade dos pontos de venda estariam reunidas as condições para alcançar uma perfeita simbiose entre a Indústria Veterinária e a Indústria Farmacêutica, não esquecendo nunca o papel crucial que os pet owners desempenham.


Comente este artigo